Abono Pecuniário 2021: Abono de Férias, Como Funciona?

O abono pecuniário, também chamado de abono de férias, é um direito que todos os trabalhadores que atuam de carteira assinada possuem. Afinal de contas, ele é o pagamento de uma parte das férias para o trabalhador em dinheiro. No entanto, ainda existem várias dúvidas e questionamento sobre esse assunto. Por esse motivo, veja abaixo as informações mais importantes referentes ao abono pecuniário 2021.

Abono Pecuniário 2021

Abono Pecuniário 2021

O que é Abono Pecuniário 2021?

O abono pecuniário, como já foi mencionado, é o momento em que o trabalhador vende as suas férias para o empregado.

Inclusive, é válido frisar que esse é um direito de todo trabalhador quando ele já completa um ano de trabalho e não tem o desejo de tirar os 30 dias de férias, preferindo assim vender uma parte, ficando a outra parte disponível para ele descansar.

Abono de Férias

Abono de Férias

Como já era de se imaginar, o abono de férias não pode ocorrer com todas as férias do trabalhador, mas apenas com um terço dela.

Isso significa que o trabalhador só é capaz de vender um terço das suas férias para o empregador e o restante ele deve tirar para descansar.

✔ Saiba também como realizar o Cálculo de Rescisão.


Quem tem Direito ao Abono Pecuniário 2021?

  • A boa notícia é que o abono pecuniário 2021 é um direito de todo trabalhador que atua de carteira assinada.
  • Contudo, você só pode fazer esse pedido quando estiver completando 1 ano de trabalho.

Assim sendo, a partir desse momento, você pode fazer a venda de um terço das suas férias para o empregador.

Inclusive, essa é uma boa maneira de ter uma renda a mais ali e ainda continuar a contribuir com o trabalho da empresa.

Afinal de contas, em alguns momentos é bem provável que você precise mais da renda do que descansar.

E se o empregador contestar?

O empregador não pode contestar o pedido do abono pecuniário, caso isso aconteça, o funcionário pode se dirigir a uma Delegacia Regional do Trabalho para solicitar auxílio.

Dessa forma, o empregador poderá sofrer autuação e ficar sujeito a pagamento de multa administrativa.

E se o empregador me obrigar a vender as férias?

Caso o empregador tente obrigar o funcionário a vender suas férias, o mesmo também pode se dirigir a uma Delegacia Regional do Trabalho pedir ajuda.

O empregador somente pode analisar a situação de pagamento das férias, se o empregado solicita-las fora do prazo mínimo de 15 dias.


Prazo de Requerimento do Abono de Férias

Se você tem o interesse em vender uma parte das suas férias, é fundamental estar atento ao prazo de requerimento do abono pecuniário, que é de 15 dias antes de acabar o período aquisitivo.

No entanto, existem algumas empresas que também aceitam essa solicitação no momento em que as férias já são definidas e marcadas.

Descubra também como fazer o cálculo de férias proporcionais 2021.


Vantagens e Desvantagens do Abono Pecuniário

A grande vantagem do abono pecuniário é que você vai vender uma parte das suas férias, conseguindo assim ter um dinheiro a mais com isso que pode ser utilizado da forma que desejar.

Em contrapartida, a grande desvantagem é que você não vai ter mais os 30 dias de férias.

✓ Novas regras do 13 salário 2021? Confira aqui!

Por conseguinte, isso pode acabar prejudicando o seu tempo com a família e amigos.

Vantagens e Desvantagens do Abono Pecuniário

Vantagens e Desvantagens do Abono Pecuniário


Como Calcular o Abono Pecuniário 2021?

Cálculo Hora ExtraPara calcular o abono de férias você deve:

  • Usar como referência seu último salário;
  • Dividindo-o por 30 dias, que consiste no tempo de férias.
  • Como se fala em vender um terço das férias, você vai pegar o valor da diária e multiplicar por 10.

Portanto, facilmente você consegue fazer o cálculo de férias e saber o quanto vai receber ao vende-las. Entenda melhor:

  • Férias vendidas – 1/3 das férias + salário dos 10 dias de trabalho
  • Valor de 10 dias = salário/30 dias x férias vendidas
  • Valor de 10 dias = 1.200/30 x 10 = R$ 400
  • Terço das férias = Salário de 10 dia dividido por 3
  • Terço das férias = 400/1/3 = R$ 133,33
  • Valor do abono pecuniário = 400 + 133,33 = 533,33
  • Valor total das férias + abono pecuniário =  1.200 + 400 + R$ 533,33 = R$ 2.133,33.

Inclusive, existem vários simuladores na internet que lhe permitem fazer esse cálculo de forma bem mais rápida e prática também.

Leave a Reply